sábado, 24 de dezembro de 2011

ArruelaPet - FivelaPet2 - AbraçadeiraPet



1 - ArruelaPet - serrar o anel (batente) da boca de uma garrafa PET;
2 - inserir a FitaPet conforme detalhe da foto 3;
4 - inserir a outra ponta da fitapet no interior das duas arruelaspet;
5 - alçar a arruelapet supeior e inserir no centro da arruelapet inferior;
6 - esticar a fitapet e posicionar as arruelaspet uma sobre a outra.
9 - dica para reforçar a abraçadeira, usando quatro arruelas e duas camadas de fitapet;
13 a 21 - outra forma para reforçar a FivelaPet.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Consumo de água



Consumo de água em m³.
Casa com 4 pessoas.
Uso da água da chuva em sanitário, máquina de lavar roupas e em duas torneiras para uso geral.
Início da utilização da água da chuva no final de novembro de 2008.
Economia em relação ao ano de 2007 e em relação ao ano anterior.
Bonus Desconto de 6,6 m³ pela economia entre jul/09 e dez/10 (Decreto 30681 de 12/08/09) = R$ 10,50 abatidos nas contas de março (5), abril (5) e maio (0,5).
(apenas 20% da economia do período: 33 m³ e pagos com a tarifa mais baixa: R$ 1,59 o m³).

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

CarretelPet_RoscaPet



1) Aquecimento de 2 tampas com ferro de passar roupa cujo termostato está no ponto médio do seu curso;
2) carretelpet pronto;
3) peça de diâmetro adequado para auxiliar no alargamento da parte interna do carretelpet;
4) aquecimento de um lado do carretelpet com o soprador térmico;
5) carretelpet sobre a peça auxiliar de alargamento;
6) ferramenta para abrir rosca, feita em torno mecânico;
7) carretelpet ainda mole e início da abertura da rosca, girando a ferramenta em ambos sentidos e inserido aos poucos;
8) carretelpet já com roscas nos 2 lados e "machos" rosqueados;
9) vários carretéispet ;
10) ainda devo praticar mais na abertura das roscas;
11) não rompeu com 50 Kgf de carga.

domingo, 27 de novembro de 2011

TreliçaPet 3.3



Tentativa de corrigir os problemas da versão 3.2.
Esta versão possui mais estabilidade que a anterior, mas  as barras paralelas da base e de cima ficam soltas no interior dos nós.
A estrutura foi mantida fechada com a utilização da FitapPet, isto inviabiliza o seu "crescimento".  Quem quiser usar cola ... não diga que fui eu quem indicou.

TreliçaPet 3.2



O nó é feito com a união de duas roscas (derrete-se no ferro quente a parte superior da rosca e com a ajuda de um cabo de vassoura é feita a união).
Não houve aumento significativo na resistência da treliça em comparação com a versão 3.1.
Dificuldade em fixar as barras diagonais da base.
Com o aumento de carga os nós superiores tendem a torcer.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

BarraPet 3.0



Ideia que visa o encaixe das barras aos nós por meio de roscas.
O derretimento das extremidades da barra une as camadas de PET e cria um anel que impede a saída da rosca que gira livremente sobre a barra, possibilitando o rosqueamento ao nó que ainda será desenvolvido (em PET, é claro).
A união de 2 tampas de garrafas pet é exemplo de um nó com roscas para unir 2 barras.
O nó para uma treliça é facilmente imaginável, mas ainda não sei como fazê-lo de forma simples.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

TreliçaPet 3.1



Feita em arco para demonstrar a possibilidade de confecção e para aproveitar as barras da treliçapet 3.0.
Deslocamento das barras superiores para o centro da treliça e inserção de barras para garantir o travamento lateral.
Aumento considerável na resistência de carga localizada, pois os 50 Kg estão concentrados em apenas uma barra central da base.
A falha ocorreu pelo rompimento da emenda (solda) de uma fitapet, indicando a necessidade de reforço.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

TreliçaPet 3.0 - Zoom



Abaixo duas barras de reforço e acima apenas uma (faltou PET no momento da construção).
Talvez se substituídas por outras barras nas diagonais para ligar os cantos seja mais eficiente.

domingo, 6 de novembro de 2011

TreliçaPet 3.0



Esta versão usa a mesma técnica de construção da Caixapet.
Procurei manter a estrutura mais leve e não reforcei as barras nem as fitas.
Suportou 20 Kg num vão de aproximadamente 2 metros.
A resistência pode ser elevada fazendo uso de barras nas diagonais.
Os testes revelaram que a ideia tem seus méritos: não houve quebra e sim uma desmontagem/desencaixe
que facilmente pode ser corrigida em função do sistema ser modular.
Houve a falha (foto 7) e depois (foto 8) reiniciaram os testes após a remontagem da treliçapet.

domingo, 16 de outubro de 2011

Vídeo Argentino com IdeiasPet da hora


Não é bem a proposta deste blog, mas abro uma exceção para este vídeo porque ele contém muitas ideias que coincidem com as apresentadas aqui, e ainda mostra outras ideias na linha de aproveitamento das garrafas PET.
 Acessei este vídeo hoje (16/10/2011), mas a data dele no youtube é de 2007, e esses trabalhos pelo que entendi tiveram início em 2004.

domingo, 9 de outubro de 2011

CaixaPet versão 2.0



A CaixaPet na sua versão 2.0 está mais fechada e com maior volume interno.
61 barras e 57 cintas. Peso total de 3748 g. Aproximadamente 300 garrafas. Dimensões: 35 x 35 x 30 cm.
Nesta engenhoca cada barra é feita com a parte lisa de 4 garrafas de coca-cola de 2,5 litros.
Outras formas são possíveis, um octógono por exemplo (o fundo é um caso a parte).
A altura é limitada apenas pelo comprimento das barras dos cantos (que podem ser emendados).
Fragilidade: o fundo é preso em apenas 4 pontos.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

CaixaPet



Processo mais simples para unir as BarrasPet.
Facilita a montagem, a desmontagem e a remontagem.
Fazer uma cinta com a FitaPet (distância entre os pregos de acordo com comprimento da BarraPet).
Usar o ferro de soldar para "colar" as extremidades da fita.
Inserir a cinta no interior da BarraPet.
Usar a imaginação e criar a estrutura desejada!
A versão 2.0 desta CaixaPet está a caminho.
Esta estrutura possui uma fragilidade: os cantos não estão completamente travados.
Usando mais 4 "amarrações" essa fragilidade deixa de existir.


domingo, 18 de setembro de 2011

ReservatórioPet



Ideia para armazenar água (principalmente água da chuva).
A capacidade do reservatório pode aumentar, pois a estrutura tem resistência suficiente.

sábado, 17 de setembro de 2011

BalaioPet


Extensão da CestaPet.
A estrutura suportou carga de mais de 70 Kg de forma distribuída.
Quanto mais rígido o AnelPet maior resistência tem a estrutura.
As formas arqueadas são mais resistentes.
Esta ideia de amarração usando o AnelPet, a FitaPet e a BarraPet é bem versátil.


domingo, 4 de setembro de 2011

Diversas Engenhocas 2 - vídeo

(sem som)


CestaPet



Mais uma PossibilidadePet.
Um pentágono no interior de 5 hexágonos e 5 barras para fechar a engenhoca.
Um metro de FitaPet de 1cm de largura é o suficiente para conferir boa amarração.
Os anéis interiores aos hexágonos possuem maior diâmetro, mas pode-se aumentar as barras internas para usar anéis de mesmo diâmetro, visando manter a forma mais arredondada.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

PirâmidePet Versão 2.0


PirâmidePet Versão 2.0. Feita com o AnelPet.
Agora é possível aumentar a estrutura de forma regular pois os encaixes são modulares.
A FitaPet no interior da BarraPet é de aproximadamente 2 m.
Crie a estrutura que quiser!

AnelPet



Feito com a parte lisa das garrafas pequenas (600 ml).
Diâmetro interno de aproximadamente 5 cm.
O soprador serigráfico ajusta à forma (no caso um rolamento).
Aplicação imediata na segunda versão da PirâmidePet (ver a próxima postagem).
Pode ser usado em estruturas planas ou espaciais.

sábado, 13 de agosto de 2011

PirâmidePet



Primeira estrutura feita apenas com PET que suportou mais de 70 Kg.
As fitas possuem larguras de 1 cm e mantêm as barraspet (versão 2.0) unidas.
Fez-se 2 triângulos, depois a base com mais 2 barraspet, em seguida uniu-se os triângulos na parte superior.
Um arame foi usado como guia para facilitar a passagem da fita no interior das barras.

terça-feira, 26 de julho de 2011

PentaHexaPet



O anel parece necessitar de reforço.
Talvez um anel metálico seja mais adequado.
Veremos a resistência quando a estrutura aumentar em tamanho.

BarraPet versão 2.0



Cada barra é feita com a parte lisa de 3 garrafas de fanta ou 6 garrafas de coca-cola.
Fazer o canudo maior e mantê-lo com os anéis, depois introduzir os demais no interior.
A união dos gargalos das garrafas usou a base de um ferro de passar roupas que mantém a temperatura em torno dos 250°C.
Os nós possuem menor resistẽncia que as barras, mas serve como encaixe para estruturas que suportam pouco peso.
Duas ideias de nó: 1-bem simples e 2-mais elaborada.
Que tal uma estante para organizar o quarto da bagunça?

BebedouroPet



Época de seca aqui em Brasília. Improvisei um bebedouro com maior capacidade.
A distância do furo em relação à borda da garrafa determina a espessura do espelho de água do bebedouro.
A base do bebedouro veio do garrafão de vinho.
A primeira versão usa como base a tampa plástica de um filtro de água de barro.
Na época das chuvas guarde os bebedouros e cuidado com os mosquitos da dengue!

segunda-feira, 11 de julho de 2011

CorrentePet



Aproveitando um pouco mais o material da garrafa.
1 - Obter os anéis;
2 - Abrir a metade deles;
3 - Entrelaçar os anéis.
Para maior resistência pode-se fechar os anéis que foram abertos utilizando uma vela (derrete-se as extremidades na chama da vela, unindo-as em seguida).
Aplicação imediata no SISTEMA de captação de água da chuva.
O primeiro teste verificará a resistência às intempéries.
A união das correntes possui outras utilidades.
Os anéis feitos a partir das roscas possuem maior resistência.

sábado, 2 de julho de 2011

VaraPet



Cortar as extremidades da garrafa e ficar com a parte lisa.
Abrir o cilindro, cortando sobre uma das marcas.
Enrolar o PET (fazer um canudo).
Enfiar o canudo nos anéis. Os anéis são feitos a partir da rosca da garrafa.
A emenda é feita com um canudo (verde na foto).

quinta-feira, 30 de junho de 2011

BielaPet



Ideia alternativa para uma biela.
Deslocando-se o eixo do rolamento maior (por meio de um adaptador em seu interior) consegue-se um pequeno movimento de "vai-e-vem" a partir de um movimento rotativo.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

PentaPet



Ideia para aplicação da BarraPET sem os anéis individuais para cada barra.
Os anéis para os nós são feitos de garrafão de vinho.
Forma uma estrutura bem firme, mas com certa flexibilidade.

BarraPet



Possui resistência suficiente para inúmeras aplicações.
Videofoto em http://www.youtube.com/watch?v=Te_WFue0TAo

segunda-feira, 13 de junho de 2011

HastePet

Hastepet - Haste articulável. Crie a sua própria aplicação com esta ideia. Os anéis menores são feitos com a parte da boca da garrafa onde fica o aro colorido (a aba maior é lixada até ficar do mesmo tamanho da outra). O que mantém o conjunto unido é a fita de pet (verde)  que envolve os anéis e passa dentro dos cilindros com rosca. A mola confere maior tração à fita verde que possui a emenda (nó) coberto pelas 2 tampinhas que são unidas e furadas no interior.

domingo, 16 de janeiro de 2011

CercaCaboTelaPisoPET



CercaPet - utiliza o Petnó4 sem os anéis semi-circulares, permitindo maior mobilidade à haste.
CaboPet - feito com garrafas mini-pet retraidas com ar quente. Rosca no PVC adequada à rosca da garrafa PET, feita com macho usinado em torno mecânico.
TelaPet - trançado com fitas de PET. Cada intersecção foi grampeada, mas poderia ser unida com a ponta de um ferro de solda a 300°C.
PisoPet - aprox. 150 garrafas de 2 litros cheias de água (da chuva) cobertos com brita fina. Economizados 300 L de brita.